Dica de livro: Estilhaça-me (Resenha/Análise)

shatter me estilhaca me tahereh mafi
Compartilhe o amor

Estilhaça-me é o livro de estréia da escritora americana Tahereh Mafi e o primeiro da série de mesmo nome. No Brasil, a série foi publicada pela editora Novo Conceito.

História

Juliette Ferrars viveu marginalizada por todos os seus 17 anos. Foi desprezada e descartada pelos próprios pais. Desconhece gestos de bondade, ternura, compaixão e amizade. Por outro lado, conhece em profusão gestos de ódio, repulsa e maldade. E tudo isso porque Juliette possui um dom, que para ela mais parece uma maldição. Com apenas um toque ela é capaz de matar e, bem, isso já aconteceu então todos a encaram como um monstro. Na verdade, ela também se vê assim. Juliette não se aceita e não arrisca mais ter esperanças de ter uma vida normal. Já sofreu inúmeros abusos psicológicos, foi testada como uma cobaia e trancafiada em um manicômio. Já passou dias sem dizer ou ouvir uma única palavra e principalmente: sem tocar ninguém ou ser tocada.

estilhaca-me tahereh mafi

“Meus pais pararam de tocar em mim quando passei a engatinhar. Fiz meus colegas de classe chorar só por lhes segurar as mãos. Os professores me faziam trabalhar sozinha para que eu não machucasse as outras crianças. Nunca tive um amigo. Nunca conheci o aconchego do abraço de uma mãe. Nunca senti a ternura do beijo de um pai. Eu não sou louca.” (Posição 413-415)

A história criada por Tahereh Mafi flui de forma rápida e a leitura é muito agradável. A autora sempre se utiliza de jogos de palavras ao contar a história. A narrativa é feita pela própria protagonista que se define como:estilhaca-me tahereh mafi passei minha vida

“Passei minha vida dobrada entre as páginas dos livros.

Na ausência de relacionamentos humanos, criei laços com as personagens de papel. Vivi amor e perda por meio das histórias enredadas na história; experimentei a adolescência por associação. Meu mundo é uma teia entrelaçada de palavras, amarrando membro a membro, osso a tendão, pensamentos e imagens todos juntos. Sou um ser composto por letras, uma personagem criada por frases, um produto da imaginação fabricado por meio da ficção.

Eles querem apagar todas as pontuações de minha vida nesta terra e eu não acho que posso deixar isso acontecer.” (Posição 1167-1171)

Essa definição de Juliette já dá mostras da importância da utilização das palavras ao longo da história e é um vislumbre da abundância de figuras de linguagem utilizadas no decorrer do livro.

Por sinal, essa importância dada às palavras me lembra a trilogia distópica Destino de Ally Condie muito embora o foco seja muito diferente e as palavras sejam muito melhor utilizadas em Estilhaça-me.

estilhaca-me tahereh mafi vidro quebrado

Voltando ao foco da resenha… a forma de escrita de Mafi também é diferente: há repetição de palavras para dar ênfase aos pensamentos de Juliette e palavras tachadas. As palavras tachadas mostram o que Juliette realmente gostaria de ter dito, muito embora não tenha dito. Algumas pessoas acharam os recursos cansativos, particularmente achei diferente.

Juliette é uma heroína atípica. Ela primeiramente acredita que é um monstro e tem certeza que vai ser morta, na realidade, ela acredita que merece morrer. Julliette é tratada como monstro pelos humanos, mas no decorrer do livro vemos que obviamente Juliette tem atitudes muito mais humanas do que os “humanos normais” e é claro isso não me surpreendeu. Juliette é muito mais bondosa do que aqueles que a chamam de monstro, só que ela ainda não se deu conta disso. Apesar de ser capaz de matar com um simples toque Juliette tem pavor de machucar outro ser humano, mesmo que esta pessoa a machuque física ou psicologicamente.

A história do livro se passa em um futuro distópico incerto. Onde o clima não é mais o mesmo, as cores das nuvens também não. Morrer se tornou corriqueiro. Não existem mais plantas saudáveis ou animais. Para salvar o mundo aparece A Resistência. Mas será que o mundo está mesmo tão acabado? Será que a Resistência é mesmo a solução?

Nesse primeiro livro a distopia é mais um pano de fundo do que o enredo principal. As chamadas para o romance são bem maiores e as cenas são descritas o que para muito leitores também tornou a leitura cansativa.

Booktrailer

Capítulo do livro

Eu tenho uma maldição
Eu tenho um dom.

Eu sou um monstro.
Eu sou sobre-humana

Meu toque é letal.
Meu toque é poder.

Eu sou a arma deles.
Eu vou revidar.

A editora Novo Conceito disponibilizou o primeiro capítulo do livro para apreciarmos o início do livro. Clique aqui para baixá-lo.

Autora

tahereh-mafi autora estilhaca-meNão conhecia a autora até ler Estilhaça-me, mas se eu tivesse visto essa foto antes… com certeza teria pego o primeiro livro da autora e começado a leitura. E se essa foto já não fosse o bastante Mafi é fã de Harry Potter, como não lê-la?

Tahereh é incrivelmente jovem, nasceu em 1988, em uma cidadezinha americana em Connecticut. Em 2011 publicou o seu primeiro livro: Shatter Me. E com apenas 23 anos seu sucesso começou com esse primeiro livro da série Estilhaça-me.

Ela por ela mesma: “geralmente pode ser encontrada com excesso de cafeína e presa em um livro. Quando não está presa a um livro pode ser encontrada lendo embalagens de doces, cupons e receitas antigas.”

Arte/Acabamento/Revisão

Infelizmente não pude colocar minhas mãos em um exemplar físico de estilhaça-me. Minha leitura foi na edição kindle da Amazon. Tendo como base essa edição podemos dizer apenas que a editora caprichou na revisão.

Capas pelo mundo

Estilhaça-me foi traduzido para diversos idiomas, então selecionamos apenas algumas capas pelo mundo o que com certeza não corresponde ao universo de capas que o livro tem.

shatter-me-eua-e-brasil-italia-alemanha capas estilhaca-meA primeira capa da esquerda para a direita foi publicada no Brasil e Estados Unidos. A segunda também no Brasil e Estados Unidos além de Alemanha e Polônia. A terceira é a capa da versão italiana e a última é a capa alemã.

shatter-me-indonesia-espanha-franca-republica-checa capas estilhaca-meDa esquerda para a direita: a primeira é a capa da Indonésia, a segunda da República Checa, a terceira é da Espanha e a última é a versão da França.

shatterme-espanha-china-russia-polonia capas estilhaca-me

A primeira capa, da esquerda para a direita, é outra capa da Espanha, depois uma capa da China, seguida pela capa da Rússia e por último a capa da Polônia.shatterme-suica-eua estilhaca-me tahereh mafi

Na mesma ordem das anteriores temos a capa da Suíça e por fim mais uma capa americana.

Spoilers ou nem tanto assim:

Adam. O menino dos olhos azuis. O garoto gentil de 8 anos que provavelmente não se lembra de Juliette ou será que se lembra? A única pessoa no mundo que foi gentil com nossa protagonista, mesmo sem nunca ter falado com ela. Seu novo companheiro de cela seria mesmo esse garoto há tanto tempo visto e nunca esquecido? Adam ainda é o mesmo garotinho bondoso ou tem seus segredos? Ele está ali para curar Juliette ou para destruí-la de vez?

“…tudo o que vejo é um garoto de oito anos que não se lembra de que costumava ser a pessoa mais bondosa que já conheci.”

Warner. Nosso vilão. Um gênio do mal. Aos 19 anos anos é responsável por um setor inteiro, é temido pelos seus soldados, mas estranhamente tem uma obsessão por Juliette. Por conta dessa paixão distorcida acaba tomando diversas decisões contraditórias aos seus planos ou no mínimo suas atitudes não são explicáveis pela fraca desculpa de que Juliette é uma arma poderosa capaz de mudar o curso da guerra.

A Série

shatter me serie

  • Shatter Me #1 (Estilhaça-me)
  • Destroy Me #1.5 (Destrua-me)
  • Unravel Me #2 (Liberta-me)
  • Fracture Me #2.5 (Fragmenta-me)
  • Ignite Me #3 (Incendeia-me)

restore me restaura-me (estilhaça-me) tahereh mafi-horz serie estilhacame

  • Restore Me #4 (Restaura-me)
  • Shadow Me #4.5 (Sem publicação no Brasil)
  • Defy Me #5 (Desafia-me)
  • Reveal Me #5.5 (Sem publicação no Brasil)
  • Imagine Me #6 (Imagina-me)

unite me serie estilhaca me-horz

  • Unite Me #1.5 e #2.5 (Sem publicação no Brasil)
  • Find Me #4.5 e 5.5

Curiosidades

Apesar da habilidade de Juliette ser facilmente comparada ao dom da Vampira do X-Men a autora afirma que não se inspirou na mutante e que os poderes das duas heroínas são bem diferentes.

Também é muito possível que Estilhaça-me apareça nas telas de TV muito em breve:

https://twitter.com/taherehmafi/status/611624840060014592

Ficha técnica

  • Autora: Tahereh Mafi
  • Título: Estilhaça-me
  • Série: Estilhaça-me (Livro 1)
  • Tradutor: Robson Falchetti
  • ISBN: 9788581630892
  • Editora: Novo Conceito
  • Ano: 2012
  • Edição: 1ª
  • Número de páginas: 367
  • Formato/Acabamento: eBook Kindle
  • Preço Sugerido: R$ 19.99
  • Tags: Ficção, Distopia, Romance, Paranormal, Super Poderes

Notas

  • Skoob: 4.1/5 (com 20.012 votos)
  • Goodreads: 3.94/5 (com 312,733 votos)

Música

Como já dissemos em A menina mais fria de Coldtown alguns lêem ouvindo música e outros imaginam as músicas perfeitas para o livro, para os personagens, para cenas específicas. Pensando nisso pesquisamos um pouco e trouxemos as músicas abaixo:

Shatter Me de Lindsey Stirling com participação de Lzzy Hale. Não conhecia a Hale, mas quem ainda não conhece o incrível trabalho da Lindsey? E ok a música não foi feita para o livro mas poxa vida é Lindsey e o nome da música é o mesmo do livro então é óbvio que eu não poderia ignorar.

Sempre me pergunto que violino é esse que tem o dom de me fazer arrepiar? Essa menina talentosa é conhecida no mundo geek pelos vídeos épicos de Dragonborn <3, Senhor dos Anéis, AC III, Dragon Age, Game of Thrones e outras performances simplesmente incríveis. Então pronto. É a música que escolho. Na verdade Stirling tem um álbum completo chamado Shatter Me, que você pode conferir nesse link.

Mas claro escolhemos algumas playlists completas que outros fãs fizeram:

Dont shoot me for this from mriane on 8tracks Radio.

torturous electricity from sxlph on 8tracks Radio.

Shatter Me from Nina1519 on 8tracks Radio.

Premiações

O livro recebeu menção honrosa em 2013 no Book Award Arab American na categoria Crianças/Jovens Adultos.

Conclusão

Se você gosta de distopia, romance e uma dose de poderes paranormais, Estilhaça-me é uma série que você deverá colocar na sua lista. Aproveite que o ebook está na promoção na Amazon por R$ 2,84. Mas se você não gosta de figuras de linguagens, especialmente metáforas, e de muitas cenas românticas então fique longe de Shatter Me.

Todos os dias uma versão diferente dela mesma. Às vezes fraca e lívida, noutras forte e cheia de luz. A Lua compreende o significado de ser humano. Inconstante. Solitária. Esburacada de imperfeições. (Posição 480-482)

E você, já leu Estilhaça-me? O que achou?

Publicada originalmente em 2015 no site Soulgeek.

Deixe uma resposta